14/12/09

Carta ao Pai Natal - Fábrica de Letras

Caro Pai Natal,

nunca fui muito dado a escrever cartas e, como
nunca me deste o teu email, se não me engano, só te escrevi uma única vez ao longo destes 18 anos.

E deixa-me que te diga, Pai Natal, que eu não sou parvo!
E como sempre passei o natal na casa da minha avó, sempre suspeitei que a minha mãe tinha mão no assunto,
por ser sempre a última a sair de casa. Dizia ela, Pai Natal,
que tinha dores de estômago. Mas nem eu ouvia peidos,
nem a casa-de-banho cheirava a estrume. De modos que desconfiei.

E isto é uma prova de que os critérios que usas para escolher
os teus trabalhadores devem ser revistos, não achas? Pois...

Não sei se é engano meu, ou se é muita lábia tua, porque eu sei
que sempre tiveste uma carrada de anões a trabalhar para ti
e nem foste capaz de pedir a um que fosse, que me enviasse
um dos Action Men quem sempre pedia e nunca me era dado!

E deixa-te de coisas, Pai Natal, porque os Ferrero Rocher que
me dizes mandar todos os anos cá para casa, enquanto não estou,
sei muito bem que são do Ambrósio e da Senhora. E isso é plágio!
E também sei que não és pai de nada, porque nunca te vi com nenhuma
moça! E não me venhas com tangas que não foste tu que paris-te o
Natal! A menos que sejas hermafrodita! Ou uma moça peluda!

E se quiseres provar a tua autenticidade, Pai Natal, se é que existes,
só peço à tua pessoa que me faça um favorzinho e deixe o meu
Benfica ganhar o campeonato este ano. E nota que faço este pedido
tendo os joelhos no chão e as mãos juntas à frente do queixo.
E sei que tu não és Deus, mas, como não sei rezar, este é o modo
mais fácil de pedir uns biscates! E se já não é pedir muito, vê lá
se fazes com que os senhores lá do Modelo telefonem para mim,
porque eu já me inscrevi a pedir emprego e os marotos
à tempos que não me mandam nenhuma informação!
E eu preciso de dinheiro para gasta-lo, não é?

E não te iludas pelas minhas piadas aos anões,
Pai Natal. Isto é tudo uma brincadeira e deixa-me
que te diga que, há tempos idos, uma anã já
arrebatou o meu coração. Por isto, Pai Natal,
é só uma questão de se estar à altura.
Das responsabilidades.
Pois.

Beijinhos do Otario
e não te agasalhes de mais,
a Paparazzi não sabe o que escreve.
Ou melhor, até sabe... mas por
vezes empurra portas em
vez de as puxar. E isso é estranho!

Bem... ainda apanhas uma
constipação e vais desta
para melhor com a Gripe A.
Cuidado Pai Natal!

Votos de Felicidade
cá do Otário !!!