Uma Longa Viagem/Desafio Fábrica das Letras

|imagem blog-do-otario|

Ao passo que passava as letras do portátil para o ecrã, os seus tectos ruíam ao sabor da trovoada do relacionamento. Ninguém, de fora, imagina o que está dentro daquele sujeito amargurado com o caminho que a vida levou. Foi uma longa viagem. Mas não a desejada, atada às teias de aranha que mata a mosca que viveu pouco; asfixia prematura da dura existência apática. Amanhã, talvez depois, ou mais tarde, tudo voltará à normalidade dos passos: gatinhar, levantar, andar, correr, saltar. Tudo o resto germinará silenciosamente no interior de cada um até nova explosão. Ninguém sabe, ninguém quer saber, aos de fora não diz respeito, aos de dentro falta o respeito. Toda a gente não quer saber, mas espia, ou artimanha revolta com a raiva que assola o corpo que não se vê: o interior é lixado, os sentimentos fo*** tudo. E, mais uma vez, depois de tudo, tudo voltará à normalidade do que à palavra compete. Um dia não são dias, mas um dia será o dia. Fatalmente inesquecível: embrião da saudade intranquila que tomou lugar na casa do senhor Tempo. Temperalmente só.

|desafio Fábrica de Letras|

Comentários

Rainbow disse…
Adorei, está mesmo muito bem escrito! ;)
Ritinha disse…
Identifico-me bastante com o texto... E também sou apologista de que os sentimentos fodem tudo!
Banda in barbar disse…
A vida é feita de pequenas coisas...
...por isso é que os anões
têm a mania das grandezas...

cá o Otário não é esquisito pois....
Banda in barbar disse…
e coisas menos próprias
ainda menos ?
neste espaço que é o meu....é da google mas enfim todos podemos ter ilusões


Tirando isso, e salvo rara excepcção, aceito todo e qualquer tipo de comentários

logo......
Tulipa Negra disse…
Triste viagem a das relações que acabam, mas belo texto a descrever a situação.
Beijinhos
Poetic GIRL disse…
Todas as relações são uma espécie de viagem. bjs
meldevespas disse…
Os sentimentos são uma coisa muito bonita pá! É a gente é quwe acaba por f**** tudo, e mai nada. E depois lá veem as amarguras e agruras e coise.
Bem escrito sim senhor.
Lala disse…
bem... aqui cheguei através da Fábrica de Letras...e pelos vistos cheguei muito bem!
a viagem está marcada... não há dúvidas... importante será definir itinerários sabendo, de antemão, que uns serão mais aliciantes que outros, e, no entanto todos eles nos ensinarão algo.

gostei de aqui passar!
Anónimo disse…
oi!adorei tanto o vosso blogue!
vao tambémna minha pagina em http://www.pacificpoker888bonus100.pokersemdeposito.com/ , sobre como jogar poker de cartas!
abraço

Ho, que lindos textos, que poético, que lindo!