26/05/11

Leprosos têm ideias pendentes

Depois de 8 meses inoperacional por motivos questionavelmente inexistentes,
eis que a Senhora Caixinha, nome selectamente escolhido por mim para dar
a uma caixa, voltou. O mundo mudou bastante desde a última aparição da 
Senhora Caixinha. Lá dizia o coisito, Mudam-se os tempos/ Mudam-se as 
vontades/ Todo o mundo é composto de mudança/ Tomando sempre novas
qualidades. E apesar de ser vesgo o homem até tinha razão, eu tenho dois
olhos designados de 'visão-piloto' num teste que fiz uma vez no Pavilhão 
do Conhecimento em Lisboa, e nunca consegui ver nitidamente nada do
que este senhor magnificamente escreveu, nem neste poema, nem naquelas
resmas de folhas salvas por uma mão de ondas e peixes-voadores e que nos
permitiu a nós, portugueses, assistir a aulas entediantes no 3º ciclo do ensino
básico. Ah... graças a Deus o senhor vesgo não era amputado, maneta ou, 
quiçá, leproso para lhe caírem as mãos... Pois então, quer isto tudo dizer que,
a partir de hoje, pode perguntar, ou voltar a perguntar, uma questão à pessoa 
que sou eu. Aqui!, ou no lado direito deste blog. Prometo responder todos os
dias, excepto quando  não posso (que é quase sempre). A cada pergunta
habita-se a ganhar um prémio. O prémio de me fazer relativamente feliz.