MINHA PEQUENA LUA


Olho a magnifica pequena lua
P’la janela de minha sala
É uma obra pura e nua
Que a natureza não cala

Por seus finos segredos
Passam páginas de cintilar
São fases da lua, sem medos
P'ra um silencioso desfrutar

E na cristalina nitidez airosa
Que é o ninho de todos desejos
A lua se move tão caprichosa
Abençoando pares aos beijos

Seu brilho, é belo pró olhar
Nas noites de todos amores
Nelas se ouve paixões murmurar
Em suspiros, e clamores

E num prazer doce, e refinado
Esse brilho, um rosto apanha
De alguém perdido por amar
Um coração, que a lua banha

by Fernando Ramos

Comentários

Ho, que lindos textos, que poético, que lindo!