23/01/10




Eu sei que posso mas...


...lembro-me, que em pequeno, não era considerado uma pessoa muito faladora. E, um dia, uma colega habitual das minhas horas de almoço, na escola, dirigiu-se até mim e atirou-e à cara a seguinte declaração: 'Não sei porque és tão calado: os mudos querem falar e não podem e tu podes falar e não queres!' Na altura, normalmente, não abri a boca. Mas essa frase tornou-se de tal maneira impertinente em mim que, mais tarde, tentei dar azo à minha capacidade de comunicação e, a verdade, é que me tornei mais comunicativo a certa altura. Até um outro colega ficar comigo até aos cabelos e declarar que eu deveria aprender a estar calado.

Não podem dizer que eu não tentei mudar.
As pessoas é que não se decidem.