26/05/10

Tipo que não entendo...

Confesso que, em raras excepções, nunca me deixo cativar por anúncios:
não me motivam nem me cativam. Actualmente, hiper ou supermercado
de valia, possui, se bem se reparar, ou possuiu num passado recente, um
qualquer anúncio onde surgem jovens a dançar ou velhas a cantar. E isso,
para mim, só me faz desmotivar: ao Pingo Doce, são poucas as vezes em que
lá meto os pés, porque sempre que passo por lá tenho de levar com aquela
música irritante. Se pretendem fascinar, usem a criatividade, que eu
tenho os meus métodos de avaliação... este sujeito acima, na foto, quando
surge no meu aparelho televisivo, faz-me crescer uma vontade louca de
lhe partir a boca ao pontapé e, se não possuo o comando no momento,
levanto o cu e vou-me embora. E ainda não entendi ao certo que publicita.