Pipoca ensaguentada

Saber que ontem por esta altura estava livre. Voltar, adquirir consciência de que quando há barulho não há razão, há desconcerto, ter a noção dolorosa do quanto isso me é triste. Conheço cada vez menos o mundo, tenho a cabeça cada vez mais vazia que um frasco de ketchup de um apreciador de batata frita. Gostava de matar alguém. Há alturas em parece tão necessário. Saber que um animal designado inconsciente possui mais sentimentos que dois designados conscientes. Vocês dois, são pessoas mais descartáveis que fraldas para incontinência grave. Para mim são matéria excrementícia.

Comentários

Briseis disse…
lamento saber que por aí os ânimos vão assim, rasteirinhos... Deixa lá, melhores dias virão.
El Matador disse…
Às vezes também me apetece matar alguém.

Ho, que lindos textos, que poético, que lindo!