02/07/12

'São 14h07 de quarta-feira, dia 23 de Maio, e estou há 20 minutos fechada num cubículo de 80 centímetros por 1,60 metros. Objectivo: acabar com um dos grandes mistérios do mundo masculino - o que é que as mulheres conversam nas casas de banho?' Eu não sei em que mundo vivo quando há jornalistas da Sábado a infiltrarem-se numa casa de banho de peidos estrangeiros, a fim de ouvirem coscuvilhices de mulheres que dizem ter de rapar o buço e outras que dialogam sobre períodos e sangue na cueca. Confesso que por vezes fico parvo por habitar neste mundo. Eu, como espécie inserida no mundo masculino confesso ter mais curiosidade na vida post mortem, na origem primeira do Universo, ou até na elaboração das bolachas do LIDL que como com leite quente e são tão boas. Quando chego ao ponto de descobrir que uma jornalista se fecha nas casas de banho do Colombo com um bloco de notas e uma caneta para escrever um artigo sobre merda eu não sei o que pensar. Apetece-me bater-lhe. ***