04/07/12

Diálogo acerca de deus sobre deus e as divindidades relacionadas com o próprio


Deus é um rebelde, é uma espécie de indivíduo, que podia ser um indivíduo mas não é um indivíduo, mas que parece ter particularidades de um indivíduo mas maiores. Parece, contudo, um indivíduo. E um indivíduo que na sua classe individual realiza actos derivados de ações específicas singulares. Um indivíduo que podia ser um moço de recados relacionados com negócios específicos, um indivíduo que parece estar em todo o lado a fazer, por exemplo, aquela coisa que os carteiros têm o costume de fazer que é entregar as cartas. E deus parece um carteiro que está sempre a tocar à campainha. Um deus que não sai da cabeça porque está em todo o lado, mas não faz nada. Está, porventura, nesta cama onde escrevo, mas nunca me fez a cama. Deus é um indivíduo que na sua classe individual é individualmente estúpido. Porque para estar em todo o lado sem fazer nenhum, mais valia estar em lado nenhum sem fazer nada. E isto é o que eu penso acerca de deus. Tenho dito.