08/08/12

Tese sobre o &$)($)($& da Conceição

lalalalalala mãe olha o pai está a meter rabanadas de pão na açorda, vamos ficar sem peúgas para calçar nos pés descalços! ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh! peixes espada a lutar espadichim debaixo da cama do presidente, ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh, ahhhhhhhhhhhhhhh, ahhhhhhhhhhhhhhh, não me apetece, não és tu sou eu, é tudo tão simples, é tudo tão tudo, tudo tão limpo como o céu nublado cheio de robalos pescadores de filetes de pescada,  meu deus, deixa-me, abraça-me, enche-me de suspiros, sai, vai-te embora, não quero pisar-te os pés gordos com bosta de cavalo reflectida na tua cara. Se eu pudesse fugir deste mundo, mas para onde, eu não quero fugir, aiaiaiai, que merda é esta? ai, olha ele a escrever baboseiras, deve ser idiota. não me interessa, podes falar com a tua amiga acerca de mim que eu já saí fora, aliás, já nem estou dentro, nem luz-fusca sou, podes ficar com a casa, com o cão e as sardinhas, com o tomate enlatado, mas não ficas comigo. Beer.