Confessionário

O teu Lado Negro,
ganha tons de
cinzento
à noite.
São vozes da arca perdida, que vagueiam no horizonte.
O Tempo é Hoje”, disseste. E começou a chover. *
Transpiras ausência nas minhas costas, de já estarmos tão virados um ao outro. Eu, gosto do silêncio. As palavras a mim não me dizem nada. Levo-me para a cama e não durmo. Escrevo prosas, taciturno. Vagueio ao sabor da maré, das lágrimas que não chorei, tenho uma conta fechada, com um valor que eu já não sei: perdi a palavra chave, tenho o coração fechado, sou uma janela pintada de fresco, multicolor que não se abre. Já tempesteia lá fora, as árvores tremem, os pássaros fogem, torna-se tudo escuro e feio, fica tudo cheio e distante. Cresce-me um remoinho, sopram-me ventos de revolta, transbordo-me num sufoco oco, de memórias e Passados, elevo-me à superfície cortado em pequenos pedaços. Em pedaços pequeninos: uma travessa de prata abandonada de rebuçados aos transeuntes. O tempo é hoje , disseste. E começou a chover. Gelaste e derreteste. O vento soprou contigo. Evaporaste e humedeceste. E deixaste um bafo tão forte, nas raízes da recordação, mais um entre tantos mais, menos um entre tantos outros! Movimento espiralado, sem contigo a meu lado, cresce uniforme e apertado, sufoca-me o corpo e o espírito.

Vou deixar, num cabide, do roupeiro, passado a ferro a direito, o colete de forças das memórias não esquecidas. Vou aquecer um balde de chá, e beber goles imprecisos de coragem. Vou resguardar-me do meu lado negro impreciso na chegada. Vou tapar-me com o manto da inutilidade, descansar na mentira e na verdade, na saúde e na doença. Vou dormir um sono lento ausente de impaciência. Porque o meu Lado Negro, ganha tons de cinzento à noite. São vozes da arca perdida, que vagueiam no horizonte. |imagem blog-do-otario|

Comentários

Soraia Silva disse…
muito bem escrito :)

este texto respira saudade e revolta.

és tu o autor?
Otário disse…
sou, claro.
obrigado!

estou procurando
um tema musical
para juntar ao
texto. se tiveres
sugestão, será
bem vinda!
Soraia Silva disse…
tanto faz ser portuguesa, brasileira ou inglesa?
Otário disse…
sim, tanto faz.
o que interessa
é a mensagem.
Soraia Silva disse…
o teu texto refere-se a alguem que amas certo?
Otário disse…
certo, mas não propriamente.
refere-se a 1 presença ausente
muito forte, que faz subir à
tona semelhantes presenças
ausentes muito fortes:
recordações quentes
de vidas passadas
que não se esquecem.
Soraia Silva disse…
ou é ou nao é!

um amor passado que nao se esquece, por mais que se tente?
Otário disse…
uma memória
prevalecente.
Soraia Silva disse…
http://www.youtube.com/watch?v=G_6HSSfshMo&feature=related

acho que essa dá perfeitamente.

mas vou procurar outra se nao servir (apesar de que adoro esta musica):)
Soraia Silva disse…
http://www.youtube.com/watch?v=n8OgdsJX5UI&feature=related

esta é linda :)
Otário disse…
16
Green Day,
penso servir
perfeitamente.
Soraia Silva disse…
nao há ninguem melhor que nós mesmos para identificar a musica que nos caracteriza, que tudo tem a ver com o tema da nossa vida :)
Otário disse…
sim, mas obrigado pela ajuda,
cara moça prestável. Tenho o
costume de ouvir um tema, e
surgir o texto. Aqui foi
diferente, e senti
algumas dificuldades.
Lou Albergaria disse…
Você é um otário muito pertinente.

Gostei do seu canto!

Beijo!
Fátima disse…
Olha, quanta inspiração!
Parabéns!
guida disse…
Uma pessoa vai p'ra fora e quando chega é mudanças!! Parabéns Otário, pelo novo visual do blog ;)
ParadoXos disse…
que tal, caso ainda não tenhas decidido a música "Será" de Pedro Abrunhosa, penso que seria um casamento quase perfeito com o texto, hás-de conferir o som e dar uma vista de olhos, aliás, uma vista de ouvidos, digo.

quanto ao texto em si, só posso dizer bem, muito bem mesmo!! na minha opinião até acho que é uma área que devias explorar mais, isto é, devias escrever mais vezes assim, poeticamente, poesiamente...
sinceramente, gosto imenso desses teus textos, apesar de fugirem um pouco daquilo que é o prato principal desta casa, ainda assim, sou da opinião que deves trazê-los a lume mais, muito mais vezes!!


um abraço sem paradoxos
Otário disse…
obrigado pela sugestão
Heduardo, vou pesquisar
esse temas que desconheço,
mas a música já está
escolhida. abraço.

Ho, que lindos textos, que poético, que lindo!