29/08/12

Omelete d'Ovos

Estou para aqui todo nu só de boxers destapado com uma manta da cama em cima de mim. Só à pouco me apercebi que são três e meia da matina, porque estive as ultimas quatro horas a arrumar o meu quarto, a deitar fora tralha como os pombos deitam caca para os carros e a snifar pó e sujidade e todo eu cheiro a homem. Tenho o quarto mais vazio que a carteira de um sem-abrigo. Agora, que me deitei e já é amanhã, anda por aqui uma melga que não me deixa dormir. E, agora que acendi a luz do candeeiro para escrever isto, também já perdi o sono. Estou a pensar em acumular esta insónia para a tarde e fazer uma sesta. Pode ser que seja acordado pelo beijo de uma princesa. E que ela me vá lavar a loiça e me deixe dormir mais um pouco.