09/12/10

Um sítio / Para Fábrica de Letras

O desafio deste mês, da Fábrica de Letras, centra-se na demarcação de um objecto que guardamos religiosamente, alguém que amamos pelas mais variadas razões, um local que nunca esquecemos, seja numa viagem ou na infância, ou um acontecimento específico que nos tenha marcado. O Otário escolheu a 3ª temática. 

Este é o corredor da designada Rua Sésamo, local destinado à compra de edições Tv Guia Editora, onde, na minha criancice, minha mãe gastava as suas posses monetárias, a fim de me adquirir as mais recentes obras do Poupas, do Ferrão, do Gualter e companhia.Em frente, havia acesso ao parque da cidade, onde, eu, guardo a recordação de meu rabo queimado na chapa do escorrega, num dia imenso de calor; estima-se, e resguarda-se para a posterioridade, a história da minha choradeira derivada, só possível de comprovar pelo testemunho de meu pai como única presença familiar na ocasião. A lado do parque, recorde-se o campo de futebol onde eu brinquei pela antiga escola Básica. Tal corredor, outrora repleto de gente, daria entrada às demais lojas variadas, das quais me relembro, a qual me já referi, a da senhora das costuras onde minha mãe me comprava meias e cuecas, a da senhora do pão onde minha mãe me comprava Bollycaos, a do casal velhinho que me oferecia rebuçados e onde minha mãe me comprava amêndoas, a do café matutino com a companhia de Dona de Putchie onde minha mãe me comprava um Mil-Folhas, a da senhora simpática vendedora de bugigangas onde minha mãe me comprava livros de histórias infantis, a da loja de berlindes onde minha mãe me comprava berlindes. Hoje, o corredor mantêm-se, porém, não há mais senhora da Rua Sésamo, nem senhora das costuras, nem senhora do pão, nem casal velhinho, nem café matutino, nem senhora simpática, nem loja de berlindes; já não gosto de usar cuecas, já não gosto de comer Bollycaos, já não aprecio rebuçados, já cá não reside a Dona de Putchie, já não leio histórias infantis, já não sei jogar ao berlinde. O parque já não tem o escorrega, o campo já tem balizas. As lojas deram lugar a escritórios, os cafés deram lugar a escritórios. Resta somente este corredor, para me relembrar, que, antigamente, aqui existiu movimento, e era aqui o centro de tudo.

|The Specials - Ghost Town| *